Versículos que falam da Morte de Jesus

Jesus é o maior exemplo de vida que todos nós devemos buscar ser Santo igual a ele. Sua história na Bíblia Sagrada, tanto nos emocionam como nos chamam a atenção, pelo fato de demonstrar seu grande amor por nós, um homem que foi humilhado, apanhado, cuspido, passou por todos os sofrimentos, foi crucificado e deu a sua própria vida para nos salvar, isso, porque ele ama cada um de nós, e por imenso amor, Jesus pagou o preço pelos nossos pecados.

Jesus nunca teve pecado, mas pelos os nossos ele pagou, contudo, ele morreu em nosso lugar, por amor e pela nossa salvação. Mas Jesus, o filho de Deus, ressuscitou no terceiro dia. De modo semelhante, devemos morrer para os nossos pecados e viver uma nova vida cheia de santidade, pois se nós permanecer firme buscando a Deus até o fim, vamos ressuscitar para a vida eterna, grande coroa que nos aguarda no céu.

Nesta página, serão encontrados alguns versículos bíblicos sobre a morte de Jesus. Medite na palavra de Deus e pratique seus grandes conselhos:

1 João 3:16 – “Nisto conhecemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós, e devemos dar a nossa vida por nossos irmãos”.

João 3:16 – “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna”.

Atos dos Apóstolos 2:22-24 – “Israelitas, ouçam estas palavras: Jesus de Nazaré foi aprovado por Deus diante de vocês por meio de milagres, maravilhas e sinais que Deus fez entre vocês por intermédio dele, como vocês mesmos sabem. Este homem foi entregue por propósito determinado e pré-conhecimento de Deus; e vocês, com a ajuda de homens perversos, o mataram, pregando-o na cruz. Mas Deus o ressuscitou dos mortos, rompendo os laços da morte, porque era impossível que a morte o retivesse”.

João 18:12 – “Assim, o destacamento de soldados com o seu comandante e os guardas dos judeus prenderam Jesus. Amarraram-no”.

Marcos 14:63-65 – O sumo sacerdote, rasgando as próprias vestes, perguntou: “Por que precisamos de mais testemunhas? Todos o julgaram digno de morte. Vocês ouviram a blasfêmia. Que acham?” Então alguns começaram a cuspir nele; vendaram-lhe os olhos e, dando-lhe murros, diziam: “Profetize!” E os guardas o levaram, dando-lhe tapas.

João 18:38-39 – “Que é a verdade?”, perguntou Pilatos. Ele disse isso e saiu novamente para onde estavam os judeus, e disse: “Não acho nele motivo algum de acusação. Contudo, segundo o costume de vocês, devo libertar um prisioneiro por ocasião da Páscoa. Querem que eu solte ‘o rei dos judeus’?”

Lucas 23:27-31 – Um grande número de pessoas o seguia, inclusive mulheres que lamentavam e choravam por ele. Jesus voltou-se e disse-lhes: “Filhas de Jerusalém, não chorem por mim; chorem por vocês mesmas e por seus filhos! Pois chegará a hora em que vocês dirão: ‘Felizes as estéreis, os ventres que nunca geraram e os seios que nunca amamentaram!’ ” ‘Então dirão às montanhas: “Caiam sobre nós!” às colinas: “Cubram-nos!” ‘ Pois, se fazem isto com a árvore verde, o que acontecerá quando ela estiver seca?”

Mateus 27:3-5 – Quando Judas, que o havia traído, viu que Jesus fora condenado, foi tomado de remorso e devolveu aos chefes dos sacerdotes e aos líderes religiosos as trinta moedas de prata. E disse: “Pequei, pois traí sangue inocente”. E eles retrucaram: “Que nos importa? A responsabilidade é sua”. Então Judas jogou o dinheiro dentro do templo e, saindo, foi e enforcou-se.

João 19:26-27 – Quando Jesus viu sua mãe ali, e, perto dela, o discípulo a quem ele amava, disse à sua mãe: “Aí está o seu filho”, e ao discípulo: “Aí está a sua mãe”. Daquela hora em diante, o discípulo a recebeu em sua família.

Mateus 27:45-46 – E houve trevas sobre toda a terra, do meio-dia às três horas da tarde. Por volta das três horas da tarde, Jesus bradou em alta voz: “Eloí, Eloí, lamá sabactâni?”, que significa “Meu Deus! Meu Deus! Por que me abandonaste?”

Mateus 27:50 – “Depois de ter bradado novamente em alta voz, Jesus entregou o espírito”.

Mateus 27:54 – Quando o centurião e os que com ele vigiavam Jesus viram o terremoto e tudo o que havia acontecido, ficaram aterrorizados e exclamaram: “Verdadeiramente este era o Filho de Deus!”

João 19:31-33 – “Era o Dia da Preparação e o dia seguinte seria um sábado especialmente sagrado. Como não queriam que os corpos permanecessem na cruz durante o sábado, os judeus pediram a Pilatos que mandasse quebrar as pernas dos crucificados e retirar os corpos. Vieram, então, os soldados e quebraram as pernas do primeiro homem que fora crucificado com Jesus e, em seguida, as do outro. Mas, quando chegaram a Jesus, constatando que já estava morto, não lhe quebraram as pernas”.

1 Pedro 2:24 – “Ele mesmo levou em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, a fim de que morrêssemos para os pecados e vivêssemos para a justiça; por suas feridas vocês foram curados”.

Isaías 53:3-9 – “Foi desprezado e rejeitado pelos homens, um homem de dores e experimentado no sofrimento. Como alguém de quem os homens escondem o rosto, foi desprezado, e nós não o tínhamos em estima. Certamente ele tomou sobre si as nossas enfermidades e sobre si levou as nossas doenças; contudo nós o consideramos castigado por Deus, por Deus atingido e afligido. Mas ele foi traspassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniquidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados. Todos nós, como ovelhas, nos desviamos, cada um de nós se voltou para o seu próprio caminho; e o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de todos nós. Ele foi oprimido e afligido; e, contudo, não abriu a sua boca; como um cordeiro, foi levado para o matadouro; e, como uma ovelha que diante de seus tosquiadores fica calada, ele não abriu a sua boca. Com julgamento opressivo ele foi levado. E quem pode falar dos seus descendentes? Pois ele foi eliminado da terra dos viventes; por causa da transgressão do meu povo ele foi golpeado. Foi-lhe dado um túmulo com os ímpios e com os ricos em sua morte, embora não tivesse cometido nenhuma violência nem houvesse nenhuma mentira em sua boca”.

1 João 3:16 – “Nisto conhecemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós, e devemos dar a nossa vida por nossos irmãos”.

João 3:16 – “”Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna”.

Alvitre
Seja como Jesus, um homem que nos amou de todo o coração, que deu a sua vida por nós. Como exemplo, ame o seu irmão, o seu próximo, seja humilde e solidário com aqueles que te pedem ajuda. Perdoe alguém quando viver te pedir perdão, e não deixe de buscar à Jesus, pois ele é a vida, o caminho para a nossa salvação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *