Conheça os 15 versículos que falam sobre avivamento na Bíblia

Um avivamento é fruto de oração, e para acontecer a transformação na nossa vida espiritual é necessário estarmos buscando, orando continuamente. Ou seja, um avivamento é uma renovação espiritual que causa mais fervor e dedicação ao nosso Senhor Jesus!

Um dos principais sinais de um avivamento, é sentir a presença de Deus, e seguir os mandamentos bíblicos. É quando você abandona o pecado, dedica a sua vida a Deus e louva Ele com grande fervor.

O avivamento é uma bênção do Senhor para as nossas vidas. Por tanto, devemos a cada dia estarmos dedicando a nossa vida a Deus, e nunca desistir dEle. Pois, o avivamento é um tempo de renovação espiritual, e essa renovação só acontece quando estamos em comunhão com o Espírito Santo.

Como entender o avivamento? Trata-se de uma sensação prazerosa, ou seja, é algo que acontece de dentro para fora e, quando o avivamento acontece, sentimos o Espírito Santo de Deus tocar os nossos corações de uma forma muito especial. Saiba que, Deus quer restaurar vidas, mas, para essa transformação acontecer, é preciso dedicar as obras dEle. Ou seja, que devemos ter ações, como por exemplo: ser mensageiro das boas notícias, amar e ajudar o próximo, e sempre buscar dar frutos para o Senhor.

Avivamento bíblico

Atos dos Apóstolos 2:43-47 – “Todos estavam cheios de temor, e muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos. Os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum. Vendendo suas propriedades e bens, distribuíam a cada um conforme a sua necessidade. Todos os dias, continuavam a reunir-se no pátio do templo. Partiam o pão em casa e juntos participavam das refeições, com alegria e sinceridade de coração, louvando a Deus e tendo a simpatia de todo o povo. E o Senhor lhes acrescentava diariamente os que iam sendo salvos”.

Atos dos Apóstolos 2:2-4 – “De repente veio do céu um som, como de um vento muito forte, e encheu toda a casa na qual estavam assentados. E viram o que parecia línguas de fogo, que se separaram e pousaram sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito os capacitava”.

Isaías 44:3 – “Pois derramarei água na terra sedenta, e torrentes na terra seca; derramarei meu Espírito sobre sua prole e minha bênção sobre seus descendentes”.

Joel 2:28-29 – “E, depois disso, derramarei do meu Espírito sobre todos os povos. Os seus filhos e as suas filhas profetizarão, os velhos terão sonhos, os jovens terão visões. Até sobre os servos e as servas derramarei do meu Espírito naqueles dias”.

Efésios 5:14 – “Por isso é que foi dito: “Desperta, ó tu que dormes, levanta-te dentre os mortos e Cristo resplandecerá sobre ti”.

Isaías 61:1-4 – “O Espírito do Soberano, o Senhor, está sobre mim, porque o Senhor ungiu-me para levar boas notícias aos pobres. Enviou-me para cuidar dos que estão com o coração quebrantado, anunciar liberdade aos cativos e libertação das trevas aos prisioneiros, para proclamar o ano da bondade do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus;
para consolar todos os que andam tristes e dar a todos os que choram em Sião
uma bela coroa em vez de cinzas, o óleo da alegria em vez de pranto
e um manto de louvor em vez de espírito deprimido. Eles serão chamados carvalhos de justiça, plantio do Senhor, para manifestação da sua glória. Eles reconstruirão as velhas ruínas e restaurarão os antigos escombros; renovarão as cidades arruinadas que têm sido devastadas de geração em geração”.

2 Crônicas 7:14 – “se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra”.

Isaías 57:15 – Pois assim diz o Alto e Sublime, que vive para sempre, e cujo nome é santo: “Habito num lugar alto e santo, mas habito também com o contrito e humilde de espírito, para dar novo ânimo ao espírito do humilde e novo alento ao coração do contrito.

Isaías 64:1-4 – “Ah, se rompesses os céus e descesses! Os montes tremeriam diante de ti! Como quando o fogo acende os gravetos e faz a água ferver, desce, para que os teus inimigos conheçam o teu nome
e as nações tremam diante de ti! Pois, quando fizeste coisas tremendas, coisas que não esperávamos, desceste, e os montes tremeram diante de ti. Desde os tempos antigos ninguém ouviu, nenhum ouvido percebeu,
e olho nenhum viu outro Deus, além de ti, que trabalha para aqueles que nele esperam.

Salmos 19:7 – “A lei do Senhor é perfeita e revigora a alma. Os testemunhos do Senhor são dignos de confiança e tornam sábios os inexperientes”.

2 Crônicas 15:8 – “Assim que ouviu as palavras e a profecia do profeta Azarias, filho de Odede, o rei Asa encheu-se de coragem. Retirou os ídolos repugnantes de toda a terra de Judá e de Benjamim e das cidades que havia conquistado nos montes de Efraim, e restaurou o altar do Senhor que estava em frente do pórtico do templo do Senhor”.

Jonas 3:4-5 – “Jonas entrou na cidade e a percorreu durante um dia, proclamando: “Daqui a quarenta dias Nínive será destruída”. Os ninivitas creram em Deus. Proclamaram um jejum, e todos eles, do maior ao menor, vestiram-se de pano de saco”.

2 Crônicas 30:21-23 – “Os israelitas presentes em Jerusalém celebraram com muita alegria a festa dos pães sem fermento durante sete dias. Diaria­mente os levitas e os sacerdotes cantavam louvores ao Senhor, ao som dos ­instrumentos ressonantes do Senhor.
Ezequias dirigiu palavras animadoras a todos os levitas que mos­traram boa disposição para com o serviço do Senhor. Durante os sete dias eles comeram suas porções das ofertas, apre­sentaram sacrifícios ­de comunhão e louvaram o Senhor, o Deus dos seus antepassados.
E toda a assembleia decidiu prolongar a festa por mais sete dias, e celebraram-na com alegria”.

Salmos 85:6 – “Acaso não nos renovarás a vida, a fim de que o teu povo se alegre em ti”?

Atos dos Apóstolos 2:1-4 – “Chegando o dia de Pentecoste, estavam todos reunidos num só lugar. De repente veio do céu um som, como de um vento muito forte, e encheu toda a casa na qual estavam assentados. E viram o que parecia línguas de fogo, que se separaram e pousaram sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito os capacitava”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *